Lean Construction na gestão de construção gera mais valor e menos desperdícios

Compartilhe

Toda obra gera um grande desperdício de material e isso é um dos grandes gargalos para a gestão de construção. Se considerar os prazos adiados e os orçamentos cada vez menos respeitados, a bola de neve cresce como os arranha-céus de São Paulo.
Hoje, a principal solução para a gestão de obras chama-se Lean Construction, que ajuda os gestores a pensarem de forma enxuta no gerenciamento de obras.
Em outras palavras, este conceito busca reduzir custos e desperdícios em um canteiro de obras.
Além disso, este modelo de gestão consegue acelerar o processo para que os prazos sejam cumpridos rigorosamente.

O QUE VAMOS VER NESTE ARTIGO:

  1. O QUE É LEAN CONSTRUCTION
  2. COMO SURGIU O LEAN CONSTRUCTION
  3. OS PRINCÍPIOS DO LEAN CONSTRUCTION
  4. OS BENEFÍCIOS DO USO DO LEAN CONSTRUCTION NA CONSTRUÇÃO CIVIL
Quando surgiu o Lean Construction?

Lean Construction ou Construção Enxuta se baseia na abordagem de manufatura desenvolvida pela Toyota após a Segunda Guerra Mundial. A partir da década de 1990, a adaptação destes princípios para o setor da construção civil passou a ganhar força e representação em todo o mundo.
A partir de então, o foco dessa técnica no setor é minimizar o desperdício e agregar valor ao produto final, sem diminuir a produtividade nos canteiros de obras. Em 1997 nasceu o Lean Construction Institute – uma organização dedicada à reforma de métodos de gerenciamento de construção em todo o mundo.

Lean Construction na gestão de construção

A principal diferença deste método para o modelo tradicional de construção está no processo de produção. 
Ao invés de dividir os processos de uma obra, o pensamento enxuto trabalha para eliminar ao máximo o desperdício no gerenciamento de projetos. 

Os principais desperdícios em uma construção são: 

  1.  Materiais com defeito
  2.  Excesso de produção
  3.  Processamento impróprio
  4.  Movimentos e transportes desnecessários
  5.  Estoque
  6.  Atraso
  7.  Capacitação dos profissionais envolvidos

Outro objetivo da implementação do Lean é eliminar as atividades sem valor agregado, além de reduzir os desperdícios.
Por isso, é importante saber quais os princípios que norteiam este conceito para que os gestores atinjam melhores resultados.

Princípios do Lean Construction para gestão de construção

Serviços de obra sem valor agregado

A eficiência dos processos que envolvem uma construção sempre pode melhorar, assim como as perdas podem ser reduzidas.
Porém, isto não acontece apenas pela melhoria da eficiência das atividades, mas também pela eliminação de algumas delas.
Porém, algumas atividades que não agregam valor também são essenciais para a eficiência dos processos.
Dentre elas, o controle dimensional, o treinamento e a instalação de dispositivos de segurança têm grande importância para o sucesso da obra.

Redução da variabilidade

A variabilidade dos processos é uma característica comum na gestão de construção feita com Lean Construction.
Porém, pode ser apresentada em três diferentes frentes durante a operação.
A variabilidade nos processos anteriores diz respeito aos fornecedores da obra quando entregam material com variações dimensionais significativas.
Já a variabilidade no próprio processo indica a duração de uma determinada atividade em diferentes ciclos.
Além disso, existe a variabilidade na demanda, que está relacionada às mudanças no projeto feita pelos clientes.

Ciclo de produção   

Esse princípio do Lean está fortemente relacionado à necessidade de eliminar algumas atividades na construção de um empreendimento. 
As ações envolvidas neste processo visam a eliminação de atividades de fluxo do ciclo de produção.
Com maior controle e planejamento é possível concentrar toda a produção construtiva em lotes menores.
Desta forma a operação elimina interdependências entre elas, que passam a ser executadas em paralelo.

Operações racionalizados

Quanto mais componentes tiver em um processo, maior será a quantidade de atividades sem valor agregado. 
Normalmente isto acontece por causa das tarefas auxiliares como montagem de andaimes, limpeza, inspeção final, etc.
Com o Lean a gestão de construção tende a ser simplificada com o uso de elementos pré-fabricados.
Desta forma o gestor consegue reduzir o número de etapas em uma construção. 
Outro ponto de destaque na racionalização das operações é o uso de equipes polivalentes no lugar de muitas equipes especializadas.
Portanto, adotar o Lean Construction é uma ótima saída para deixar as etapas de uma obra mais enxutas.A gestão de construção ganha eficiência na produção, além de reduzir custos de forma inteligente e sustentável. Com o uso da metodologia é possível fazer melhorias em todos os processos da construção.De acordo com a atuação e as necessidades de cada projeto, o Lean Construction oferece uma visão diferente e os pontos de melhorias mais adequados.

Agora, se você, como nós, gosta de inovação, tecnologia e processos bem definidos, e não possui em sua organização um Escritório de Gerenciamento de Projeto (EGP) ou equipe especializada em gerenciamento de projetos e obras, que integra modelos consagrados a novas soluções ambientais, clique aqui e conheça a metodologia de trabalho campeã do Prêmio BIM SindusCon-SP 2017. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

I accept the Terms and Conditions and the Privacy Policy